Businessman doing finance and headache about problem cost.

Como proceder uma autuação fiscal na empresa?

Sem dúvida alguma, a maior preocupação dos empreendedores diz respeito à notificação por dívidas tributárias. 

Diante dos diversos impostos que as empresas devem pagar, é possível que sua empresa seja notificada por existência de autuação fiscal. Ou pode ter passado despercebido o pagamento ou, por dificuldades alheias, não foi possível o pagamento. O que fazer?

Como proceder uma autuação fiscal na empresa?

O cuidado com o fisco é um dos principais passos que as empresas devem seguir, pois o risco de autuação fiscal com incidência de juros e multa pode prejudicar qualquer negócio.

O fisco não deixa passar qualquer débito pendente, razão pela qual realiza investigação fiscal é uma prática comum. A autuação é o último passo dessa prática do fisco.

Portanto, se a Receita Federal encontrou claros motivos de irregularidades, emitirá uma notificação para a empresa comunicando o ocorrido e apresentando a sanção definida pelo órgão. 

Existem alguns tipos de notificação, interessante que você conheça:

  • Notificação de compensação de ofício da malha: enviada quando há algum débito da empresa ao cair na malha fina e que o pagamento ainda não foi registrado, impossibilitando a restituição total do tributo. Ou seja, o fisco notifica que há um débito em aberto e, por isso, a isenção ou o pagamento da restituição não será feito em totalidade, para compensar a dívida.
  • Termo de intimação fiscal: O gestor ou pessoa responsável recebe a notificação para o fim de prestar esclarecimentos à Receita Federal sobre informações incorretas ou possível fraude. Caso não seja cumprida a determinação, a empresa é autuada para pagamento de multa.
  • Notificação de lançamento: é quando a Receita Federal cobra um tributo pendente de pagamento ou multa decorrente de infração à lei, são dois tipos: Notificação sujeita à Solicitação de Retificação de Lançamentos (SRL): emitida automaticamente quando é encontrada uma infração clara e notificação não vinculada à SRL: emitida quando o auditor fiscal encontra um problema na análise das informações enviadas pela empresa. Nestes casos, a multa já fora lançada e é possível reverter a situação comprovando a cobrança indevida.

O que fazer após o recebimento da notificação?

Após o recebimento da notificação, é preciso que a empresa verifique a ocorrência ou não de irregularidade perante o fisco para poder contestar a autuação por meio de defesas e recursos administrativos ou judiciais.

Portanto, é importante buscar toda a documentação referente ao ocorrido apresentado na notificação para que a empresa se defenda. 

Caso seja constatada irregularidade, é possível oferecer o pagamento ao fisco mediante benefícios, tais como diminuição de juros e multa.

Vale destacar, por fim, que a empresa precisa tomar cuidado com as dívidas tributárias, tendo em vista a possibilidade de os sócios serem acionados para pagamento, caso seja constatada violação à lei. 

Ainda tem dúvidas sobre este tema? Deixe o seu comentário neste post ou converse com os nossos especialistas pelo Whatsapp (clicando AQUI ), será um prazer orientá-lo!

Compartilhar

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Soluções personalizadas com foco nos objetivos do cliente e na maximização de seus resultados.

 

Horários

Segunda à Sexta
das 08:30 às 18:00

Telefones

(41) 99961-4247
(41) 3033-6336

Endereço

R. Dr. Roberto Barrozo, 763 – Centro Cívico Curitiba – PR, 80520-070

E-mail

msv@msv.adv.br

 

© 2019 MottaSantos & Vicentini – Todos direitos reservados. Desenvolvido por 3MIND.

Powered by